Parfin e DINAMO Networks fecham parceria para reforçar solução de custódia cripto para institucionais

São Paulo, novembro de 2022 – A Parfin, líder em infraestrutura web3 na América Latina, fechou uma parceria com a DINAMO Networks, especialista em segurança digital, para tornar mais robusta sua solução de custódia de criptoativos voltada para institucionais. Trata-se de uma nova parceria para reforçar a posição da Parfin como principal player de seguridade e gestão de ativos digitais. Desta vez, com uma companhia de renome e autoridade do mercado nacional.

A Parfin, reconhecida globalmente pela sua solução de custódia segura, conta agora com o suporte da DINAMO Networks para combinar a utilização da tecnologia MPC (Multiparty Computing) com o HSM (Hardware Security Module – On premisses e Cloud). Por meio dessa solução 3.0 MPC-HSM, também será disponibilizado a tecnologia de autenticação forte de 2 fatores (2FA OTP/OATH), via celular, que garantirá segurança de acesso extra aos clientes que passam a ser os próprios custodiantes das chaves. O HSM protege e gerencia chaves digitais, executa assinaturas digitais, autenticação forte e outras funções criptográficas avançadas. É uma das ferramentas de segurança mais utilizadas pelas instituições financeiras e detentora de diversas certificações em cibersegurança. Entre as mais relevantes, a internacional FIPS 140-2 nível 3, pelo National Institute of Standards and Technology (NIST), o mais importante órgão de segurança americano, garantindo alto nível de compliance para as instituições.

“Agora o institucional não precisa ficar no dilema entre uma ou outra solução. Com a parceria, combinamos a oferta das duas ferramentas que unem confiança, credibilidade e um alto nível de segurança, coberto em diversas camadas. É o melhor dos mundos.”, comenta Marcos Viriato, CEO da Parfin. “Apesar de moderna e ultra tecnológica, a tecnologia MPC ainda não é conhecida de grande parte do mercado financeiro tradicional. Já o HSM faz parte da rotina dessas instituições e tem grande adesão. Com isso, agregamos valor para a solução que ofertamos ao mercado”, completa o executivo.

Para o CEO da DINAMO Networks, Marco Zanini, a inovação no uso dessa solução de segurança e compliance, que alia MPC com HSM, está basicamente no fato de parte das chaves serem inseridas dentro do cofre digital, o HSM. Para formar a conta matemática da criptografia, que garantirá a segurança, o MPC passa a buscar uma das partes das chaves dentro do HSM e isso confere uma segurança adicional e sob controle do cliente final, uma vez que o HSM pode estar em seu poder, impossibilitando qualquer forma de hackeio. “A Parfin está disponibilizando o mais alto nível de segurança de custódia para seus clientes”, explica o executivo. “Estamos satisfeitos de estar participando desta solução pioneira e com alto nível de segurança e de compliance institucional, que chega ao mercado agora”, conclui.

Sobre a Parfin

Fundada em 2019 pelos executivos Marcos Viriato, Cristian Bohn e Alex Buelau, a Parfin é uma fintech anglo-brasileira que oferece uma plataforma modular e segura para custódia, negociação e gestão de ativos digitais. Com parceiros no mercado nacional e internacional, a companhia se consolidou como a líder em infraestrutura institucional web3 na América latina. A plataforma da Parfin conecta investidores institucionais aos diversos players do mercado de criptomoedas, como exchanges, bancos e custodiantes. Para mais informações: www.parfin.io

Sobre a DINAMO Networks

A DINAMO Networks é especialista em segurança digital. Desenvolve diversas APIs de alto nível e tem participado dos principais projetos de segurança do País como: Anonimização de Dados para conformidade a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), assinatura e processamento do PIX, Sistema de Pagamento Brasileiro, Processamento de Cartões, Assinatura do Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP), IR pela Internet, Nota Fiscal Eletrônica, entre vários outros. Fabrica diferentes modelos de appliances de segurança, ou Hardware Security Module (HSMs), todos com certificação internacional FIPS 140-2, nível 3, utilizados pelos principais bancos brasileiros, pelo Banco Central do Brasil (em especial para a criptografia do PIX) e pelas empresas dos mais diversos segmentos de forma On-Premise ou Cloud. Recentemente lançou a primeira plataforma de soluções de criptografia com pagamento por uso disponível no mercado mundial, a DINAMO Super Cloud.

 

Contate-nos

Envie-nos sua dúvida, crítica ou sugestão. Responderemos o mais rápido possível.

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt